Walking Festival na pérola do atlântico

Uma pequena pesquisa movida pela minha curiosidade e apetência pelos ‘walking festivals’ europeus leva-me a pensar e reflectir na escolha do mês de Janeiro para a realização do Madeira Walking Festival 2010. Muitos dizem que Janeiro é um mês fraco, com pouca clientela específica deste nicho de mercado, outros respondem que as condições atmosféricas são boas (mesmo sabendo que Janeiro é ainda inverno, um mês de muita chuva confrontando-nos com as contínuas questões de segurança) logo há que aproveitar o mês mais fraco para dinamizar este ‘pequeno’ sector turístico, permitindo consequentemente a dinamização da economia local.

De facto, e no terreno, os números de visitantes estão longe dos dias de período estival, contudo, as questões de segurança, o envolvimento e o número dos participantes poderia ser repensada se este festival, único na região, fosse realizado na primavera, numa época em que a maioria das flores começa a desabrochar pintando as paisagens com uma míriade de cores variada, quando o tempo já é mais aprazível (mesmo sabendo que aqui o tempo muda rapidamente e quando menos se espera, não é por acaso que a ilha é conhecida pelas suas 4 estações num só dia). É na primavera e no verão que se realizam inúmeros festivais dos passeios a pé por essa Europa fora. Há exemplos de Inglaterra, Escócia, Irlanda, Noruega, etc, que atestam a sua relevância neste período.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s